Incubadora organiza evento para geração de ideias inovadoras e sustentáveis

Incubadora organiza evento para geração de ideias inovadoras e sustentáveis

23/05/2014

Cerca de 40 estudantes, pesquisadores e empresários participaram, nesta quarta-feira (21), no auditório do Parque Tecnológico da UFRJ, de um workshop criativo do Smart Living Challenge, concurso internacional organizado pelo Embaixada da Suécia. A competição é aberta ao público e premia as melhores ideias em prol da sustentabilidade nas cidades. Em torno do tema Eat (alimentação) foram discutidas e apresentadas propostas inovadoras e sustentáveis sobre a produção inteligente de alimentos , sem desperdícios e menos prejudicial ao meio ambiente.

O Smart Living Challenge também possui outras duas categorias: Move (Mover-se), em prol de novas soluções para um transporte eficiente, e Live (Habitar), que reúne ideias para moradias e desenvolvimento urbano sustentáveis. No concurso, 15 propostas serão selecionadas e os vencedores vão receber auxílio para desenvolver seus projetos e viajarão para a Suécia para conhecer hotspots inovadores durante a Semana Nobel de 2014.

Na abertura do evento, o diretor do Parque Tecnológico da UFRJ, Mauricio Guedes, falou sobre o Parque e sobre a Incubadora de Empresas da COPPE juntamente de Irene Svensson do Parque Tecnológico de Johanneberg que apresentou o desenvolvimento urbano sustentável em seu país. Finalizando as apresentações, Carla Cipolla, professora da COPPE/UFRJ, ressaltou um mapeamento que fez da produção sustentável de comida na cidade do Rio de Janeiro. Cipolla destacou o projeto Favela Orgânica, oriundo das comunidades da Babilônia e Chapéu Mangueira, que objetiva ensinar práticas alimentares responsáveis com o meio ambiente e saudáveis para a família e a sociedade.

O Workshop foi conduzido por Johanna Olsson, da instituição sueca Hyper Island, especializada em programas de aprendizado realizados em parceria com a indústria e centrados em sessões interativas e oficinas. Para desenvolver as tarefas propostas no workshop foram formados grupos entre pessoas que não se conheciam e, no final, cada grupo fez um pitch de um minuto sobre sua ideia.

Mauricio Guedes comentou sobre o tema do workshop (comida) ser pouco comum para o Parque. “O evento está relacionado com o Parque porque estimula a inovação e a criatividade, e falar de alimentação não é muito comum aqui, onde os projetos são mais voltados para a área de petróleo e gás, e espero que no workshop sejam produzidas boas ideias.”

Ao final do dia, os participantes saíram motivados com dez ideias geradas no Workshop, e além de participarem do Concurso Smart Living Challenge também podem contar com o apoio da Incubadora, que está com edital aberto para ingresso de cinco novas empresas.